Topo
Débora Garofalo

Débora Garofalo

Categorias

Histórico

Dicas para inovar em sala de aula usando o pacote office

ECOA

27/11/2019 04h00

É um desafio inovar em sala de aula, principalmente nas escolas públicas. No entanto, é importante ressaltar que, para inovar, não é necessário ter somente equipamentos de altas tecnologias. Velhos conhecidos como o pacote office podem ajudar a trazer dinamismo e deixar as aulas mais interativas e significativas.

O seu uso pode ocorrer de diferentes maneiras e formas, aliado a diversos conteúdos e currículos, sendo importante esclarecer que não é necessário que o professor seja um expert em tecnologia, mas é preciso ser um mediador e ter objetivos claros e bem definidos com a aprendizagem a ser alcançada e o que se espera dos estudantes em relação à utilização dos programas. 

Saiba mais

O pacote office também está disponível para ser baixado pelo celular; há ainda uma versão similar no Linux, software livre gratuito.


Abaixo, trouxemos dicas para você se inspirar e explorar essas ferramentas em sala de aula com os alunos. Vamos lá?

Editor de Planilhas

O Excel é um editor de planilhas altamente usado no mundo corporativo pela capacidade de planejamento. Que tal explorar essa ferramenta também em sala de aula?

Com ele, é possível criar gráficos estatísticos de diversos problemas sociais, como índice de violência, escolaridade, profissões. Mas, também, realizar um simples planejamento. E que tal pedir para realizarem um planejamento dos seus estudos, descrevendo atividades, periodicidade, metas a serem alcançadas? Uma atividade simples que conecta os estudantes aos seus projetos de vida e auxilia na capacidade de planejamento e organização da sua rotina escolar.

É uma oportunidade de os estudantes vivenciarem e explorarem o seu uso ainda na educação de uma maneira prazerosa. 

Editor de texto

O Word é um editor texto bastante versátil, pois nele é possível inserir tabelas, imagens, escolher layouts.  Para fugir do tradicional, é possível montar HQ's, charges, tirinhas e até arriscar a produção de memes.

O professor pode entregar fichas com as denominações das atividades e deixar os estudantes explorem esse recurso na prática e de maneira colaborativa. Essas são atividades que os alunos se identificam criando e fazendo porque faz parte do universo dos discentes.

Editor de Apresentação

Uma das ferramentas com a qual mais gosto de trabalhar em sala de aula é o Power Point, pela interação e pela diversidade de opções. Nela, é possível exercitar inclusive a lógica de programação e explorar a produção de jogos, trabalhar diversidades de apresentações e ainda criar um vídeo, conectando com a proposta do editor de imagens. 

Os seus recursos são bastante interativos, e os alunos podem ir mexendo e testando possibilidades. 

Editor de imagens

O Paint é um recurso de editor de imagens em que é possível modificar imagens prontas e usar e abusar da criatividade. E que tal para aproveitar e fazer um vídeo de animações com os estudantes em que eles terão de desenhar as imagens ou a ilustração de um livro coletivo com a turma?  

Existem diversas maneiras de realizar esse tipo de atividade. Uma delas é a possibilidade de colocar os alunos em duplas e cada um ficar responsável por uma parte da construção coletiva.

Por exemplo: os alunos resolvem produzir um livro sobre sustentabilidade. O trabalho pode ser dividido para que cada dupla realize uma parte. Quando somadas, terão a proposta do livro como um todo. A mesma coisa pode ser usada para realizar a animação. Os resultados ficam incríveis e, de fato, se tornam um trabalho coletivo da turma.

As sugestões de atividades podem ser utilizadas com recursos móveis, como os celulares dos estudantes, sensibilizando-os sobre a importância de aproveitar esse tipo de recurso para alavancar a aprendizagem e personalizar o ensino, mostrando a importância de eles de não serem somente consumidores de tecnologia, mas produtores dela, com atividades significativas e autorais. 

 Um abraço,

Sobre a Autora

Débora Garofalo é formada em Letras e Pedagogia e mestranda em Educação pela PUC-SP. Professora da rede pública de São Paulo, realizou trabalhos transdisciplinares envolvendo robótica com sucata e animações. Hoje é assessora especial de tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de SP. Foi vencedora do Prêmio Professores do Brasil na temática Especial Inovação na Educação e uma das dez finalistas do Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

Sobre o Blog

Com foco em educação criativa, traz dicas e insights sobre como driblar obstáculos de falta de estrutura, tempo e material para encantar alunos e alunas na sala de aula.

Débora Garofalo