PUBLICIDADE
Topo

Educação 4.0, e agora?

ECOA

11/03/2020 04h00

A educação 4.0 é uma realidade presente entre nós. Apesar do termo assustar, muitos educadores estão inovando, mesmo quando parece que ainda estejamos vivenciando a educação 1.0, cercados de giz e lousa! 

O termo está relacionado à 4ª revolução tecnológica que passou por fases como: mecanização, produção em massa, automação e, agora, fusão das tecnologias. A educação também acompanha (e necessita acompanhar) esse mundo em transformação, sendo necessário contextualizar os novos tempos para dentro da sala de aula.

Mas, afinal, o que é a Educação 4.0?

O termo está relacionado a uma abordagem educacional que é um conjunto de estratégias necessárias para contemplar novas tendências como: internet das coisas (IoT), inteligência artificial, programação, robótica, entre outros. 

Saiba mais

Conheça mais sobre o tema, acessando o Programa Conexão do Canal Futura, Educação 4.0. 

Que habilidades tem de ter o professor na educação 4.0, webinar promovido pela Disal, com Débora Garofalo

Novos tempos trazem novos desafios. Vivemos em constantes transformações, e esse novo século trouxe necessidade de inovar, colaborar, resolver problemas e se colocar no lugar do outro. 

A tecnologia por si só não é capaz de transformações, mas trouxe novas maneiras de se relacionar com o outro, facilidades, benefícios e também pontos de atenção como uma desenfreada busca por informações. Trabalhar todos esses assuntos na escola faz todo o sentido, principalmente por ser um local propício para experimentar e vivenciar, errar, construir e reconstruir a partir do erro. 

E você, educador, deve estar se perguntando como falar de educação 4.0 sem ter infraestrutura e conectividade necessária? Sem dúvida, esses pontos são importantes, mas a porta de entrada para a Educação 4.0 está relacionada à inovação, ao fazer com as mãos, a pensar problemas conectando ideias em prol de uma solução, relacionadas à tendência como a cultura maker

Ser maker, antes de mais nada, é ter uma atitude que se relaciona com as metodologias ativas, em que o educador é o mediador, o parceiro do aluno nesta jornada, que visa colocar o estudante no centro do processo de aprendizagem.

E quais são os benefícios da Educação 4.0 para o processo de aprendizagem?

Ensino contextualizado

É necessário olhar para a tecnologia como aliada ao processo cognitivo, mas também como uma ferramenta para otimizar a aprendizagem de diversas maneiras. Se antigamente a aula acabava com o sinal, hoje temos uma extensão da mesma, proporcionada por ferramentas digitais. É preciso usar a tecnologia a nosso favor e lembrar que é possível fazer grandes coisas com baixos recursos!

Gestão de aprendizagem

A gestão de aprendizagem ganha dinamismo com esses novos tempos, além de contar com a melhora de resultados a longo prazo. O estudante que vivencia a aprendizagem, torna-se protagonista e desenvolve autoria, sabendo lidar com diversas situações. Para que isso ocorra, é necessário inserir a cultura do fazer, que consiste em construir, modificar, fabricar, fazer e consertar. Trabalhar uma educação que seja pautada nos valores integrais e no estudante como foco da aprendizagem. 

Pensamento crítico

Atividades "mão na massa" favorecem o desenvolvimento do pensamento crítico. É importante fomentar novas maneiras de conceber a aprendizagem, para que os estudantes exerçam a autonomia, sejam protagonistas, participem de discussões, aprendam a argumentar ao vivenciar diferentes maneiras e tenham acesso a informação ao trabalhar com a criticidade de maneira concreta. 

A educação 4.0 tem como o pilar o "learning by doing", que significa que vamos aprender uns com os outros, de maneira prática, tornando o ambiente mais colaborativo e dinâmico.

Falamos muito em educação do futuro, mas é agora, no presente, que nossos estudantes estão! É preciso incentivar uma cultura pautada na inovação, no pensamento crítico, na resolução de problemas, na construção, na reconstrução de espaços e valores. A Educação 4.0, é agora!

Um abraço.

Sobre a Autora

Débora Garofalo é formada em Letras e Pedagogia e mestranda em Educação pela PUC-SP. Professora da rede pública de São Paulo, realizou trabalhos transdisciplinares envolvendo robótica com sucata e animações. Hoje é assessora especial de tecnologias da Secretaria Estadual de Educação de SP. Foi vencedora do Prêmio Professores do Brasil na temática Especial Inovação na Educação e uma das dez finalistas do Global Teacher Prize, o Nobel da Educação.

Sobre o Blog

Com foco em educação criativa, traz dicas e insights sobre como driblar obstáculos de falta de estrutura, tempo e material para encantar alunos e alunas na sala de aula.

Debora Garofalo